Neste ano, o 8.º Festival Mix Brasil da Diversidade Sexual, aberto na semana passada com exibições de cinema e vídeo, exposições fotográficas, entre outras manifestações, abre ainda mais o leque para abrigar também a produção musical. Para isso, o Centro Cultural São Paulo será palco do Mix Brasil Music, de amanhã (16) até domigo. Os grupos eletrônicos Loop B e Nude fazem show gratuito às 19h30. Na sexta-feira, a cantora e dramaturga Vange Leonel. No sábado é a vez da cantora Laura Finocchiaro. A cantora Maria Alcina fecha a série de apresentações paralelas ao festival itinerante no domingo.”Tínhamos uma lista enorme, que ia desde novos grupos do underground até a cantora Elza Soares”, conta o diretor musical do Mix Brasil, André Pomba Cagni. Editor da revista Dynamite e idealizador do projeto Grind, Cagni informa que o critério para escolha dos artistas presentes na programação foi a proximidade deles com o universo GLS (gays, lésbicas e simpatizantes). “Isso, independentemente de suas orientações sexuais. Como o próprio nome já diz, o conceito mix foi determinante na escalação”, explica ele.Loop B apresenta sua inusitada fusão de ritmos executada por batidas seqüenciadas e sucata percussiva – tanques de gasolina, painel de automóvel e eletrodomésticos são alguns dos suportes. O artista apresenta as músicas de seu recém-lançado CD De Onde. Canções como Portas Vermelhas, Durmo de Dia e Vivo fazem parte do repertório.Techno – O duo Nude, formado por Gonçalo Vinha e Marcelo Gallo, aposta no trance-techno hipnótico. Primeira banda techno brasileira a tocar em uma rave, em 1996, na Praia de Maresias, o Nude prepara-se para o lançamento de seu primeiro álbum, o aguardado Spiritual Reality.O registro terá um remix do DJ Jordan (Intergroove/Power Of Hardtrance), da Alemanha. A faixa Rave´s Heart, tema da Parada da Paz e Amor de 1999 e sucesso na parada da Rádio Jovem Pan 2, será um dos destaques do setlist da dupla.Sexta-feira, Vange Leonel interrompe o período de ausência de quatro anos da seara musical para levar ao palco do Centro Cultural São Paulo o show Per-versões. “Cometi pequenas perversões ao fazer traduções quase literais de canções que eu ouço em casa e gosto de cantar”, explica Vange.Acompanhada pelo piano, a autora do panorama lésbico teatral As Sereias da Rive Gouche, Vange Leonel apresenta perversões de Radiohead, Irvin Berlin, Sheryl Crow, Cole Porter e Carpenters. Além de canções próprias, assinadas em parceria com a jornalista Cilmara Bedaque, como Jane e Noite PretaGarota Papo Firme é o nome do show que a cantora e compositora Laura Finocchiaro leva à sala Adoniran Barbosa no sábado. ´´Entre outras, Garota Papo Firme traz novos arranjos para canções de Roberto e Erasmo Carlos´´, esclarece Laura Finocchiaro. “É um repertório que apresenta o amor das mais diversas formas.´´Parcerias – Ela destaca ainda a versão eletrônica para Pavão Mysterioso, de Ednardo, presente na coletânea Global Pride Club Mix 2001 (Som Livre). Além das parcerias com o escritor Caio Fernando Abreu, Poltrona Verde e Jacira no Selvagem Verão. “Assuntos relacionados à sexualidade estão sendo discutidos de maneira mais relaxada e eventos como este são responsáveis por essa mudança de mentalidade”, avalia ela, presença constante desde a primeira edição do Mix Brasil. Em Garota Papo Firme, a artista reveza-se entre o cavaquinho, o pandeiro e o violão.Maria Alcina encerra a programação musical com seu novo show Almas Femininas. Dirigido por S. Cervantes, com arranjos do maestro Sérgio Bello, o espetáculo é uma homenagem às grandes cantoras da música popular brasileira, como Elizete Cardoso, Clara Nunes, Elis Regina, Carmen Miranda, Dircinha e Linda Batista. “Pessoas que estiveram muito próximas a mim nestes 28 anos de carreira”, diz a cantora.Além de interpretar canções que ficaram famosas em outras vozes, Maria Alcina relembra os próprios sucessos, como Fio Maravilha, de Jorge Ben Jor, e Bucaneiras, de Belchior. “Cantar num evento como o Mix Brasil Music 2000 é uma grande novidade, estou com uma ótima expectativa e muito orgulhosa de ter sido convidada.”O trio Sérgio Bello (violão e arranjos), Marcos Belama (saxofone ) e Lael Medina (bateria) acompanha Maria Alcina em sua elegia às musas.Serviço – Festival Mix Brasil Music 2000. De amanhã (16) a sábado, às 19h30; domingo, às 18h30. Grátis. Centro Cultural São Paulo. Rua Vergueiro, 1.000, tel. (11) 3277-3611

 

Fonte: Cultura – Estadão

Categorias: Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *