Abril/2016 - Jornalistas da Web

Depois de cruzar suas raízes musicais com as da cultura nordestina, a gaúcha-paulistana Laura Finocchiaro partiu dessa direção para criar um novo projeto sonoro​.  Neste trabalho, o sétimo da carreira, a cantora propõe uma a mistura de ritmos e melodias regionais com o universo da música eletrônica, dos timbres sintéticos e das batidas acima de 120 BPM, sintonizadas com as pistas, com as paradas e com os lounges da vida corrida e diversificada. Laura batizou seu novo momento artístico livremente: Eletrorgânica. “Mais que uma expressão verbal nova, é uma experiência de mixagem que funde linguagens, dando um novo sentido e movimento para as canções originais”, diz. Para encarar o desafio, Laura não está sozinha. Em Eletrorgânica, “convoca” DJs e produtores musicais arrojados e que fazem parte da cena alternativa da música eletrônica brasileira para remixar e envenenar as canções orgânicas de Laura. Franco Jr, Mad Zoo, João Parahyba, Apolo 9, Bruno Grandeza e DJ Cuca assinam os remixes do volume 1 do EP Eletrorgânica. Eletrorgânica​,​ dirigido e produzido de forma independente pela própria Laura através do seu selo (Sorte Produções), foi masterizado pela Classic Master e será distribuído pela Tratore. A capa é assinada pelo artista gráfico gaúcho Cleo Magueta com foto da pernambucana Roberta Guimarães. O projeto é o primeiro de uma série de três trabalhos que a cantora e compositora está realizando. O volume 2 de Eletrorgânica tem previsão de lançamento para o quarto trimestre de 2016 e trará contribuições de outros produtores musicais e DJs. A terceira etapa será o lançamento de um LP com todas as faixas reunidas e que será distribuído no primeiro semestre de 2017.

Categorias: Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *